terça-feira, 7 de janeiro de 2014

A Estufa

Era uma vez um homem. Ele tinha conhecido uma garota e, após dois encontros, estava apaixonado. Ela pareceu corresponder e disse que, após uma viagem para visitar a família, desejava continuar com os encontros. Mas ela nunca voltou, pois a morte a esperava com uma doença rápida e fulminante.

E este homem entrou em desespero. A dor foi tanta que ele, em luto, fechou-se em uma estufa emocional.
 
 Julgava estar sozinho lá dentro, mas lá também estavam a depressão e a solidão.
 

Várias garotas bateram à porta da estufa, mas as duas horrendas companhias o lembravam de seu sofrimento e de que ele não tinha todas as qualidades que as mulheres procuram em um homem e faltava-lhe coragem para abrir o trinco e sair. E, a cada frustração, a solidão e a depressão o feriam.
 
10 anos se passaram, até que um dia passou uma garota e ela, como as outras, bateu à sua porta. Ele, como sempre, hesitou em abrir a porta mas, antes que sua covardia lhe fizesse, novamente, recolher sua mão, a garota sacou um pé-de-cabra e arrebentou com a estufa!

 
Ele livrou-se, de uma só vez da solidão e da depressão. Até sua autoestima começou a retornar. Foi quando ele percebeu que ela também estava sofrendo e que trazia feridas muito mais profundas, recentes e doloridas do que as suas.
Decidiram tratar das feridas um do outro. Ele logo se apaixonou novamente, ela ainda tinha rombos no coração muito grandes para conter um novo amor, mas tinha-lhe afeto e carinho e, com franqueza explicou tudo para ele e decidiu que, assim que estivesse pronta, tentaria amá-lo também.
Ambos não sabem quanto tempo ficarão juntos, mas sabem que marcaram para sempre a vida um do outro. E, aconteça o que acontecer, eles continuarão suas vidas, a partir desse momento, livres para sempre.
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...