domingo, 6 de janeiro de 2013

Tradições Populares - Dia de Reis - Religião


Olá a todos.

Hoje é comemorado o dia de Reis.

A data é celebrada especialmente pelos católicos de todo o mundo.

É quando a tradição coloca a visita dos três reis magos ao menino Jesus.

A Bíblia narra apenas a visita de Sábios do Oriente que lhe ofereceram ouro, incenso e mirra. Costuma-se associar o ouro ao reconhecimento de Jesus como Rei, o incenso ao reconhecimento de Jesus como Deus e a mirra a um anúncio ou preparação de sua morte sacrificial.

Com o passar dos séculos, outros textos e tradições foram acrescentando detalhes ao relato.

Os sábios viraram reis e magos. Ganharam nomes e origens diferentes, para simbolizar toda a humanidade.

Baltazar, oriundo da África, trouxe a mirra; Gaspar saiu da Índia, de onde trouxe o incenso; Melchior ou Belchior trouxe ouro da Europa (o que seria estranho, visto que a Europa não fica no Oriente, em relação a Belém de Judá, onde Jesus nasceu e estava morando). No século VIII a Igreja Católia convertou os reis magos em santos.

Em alguns países como Espanha e Portugal, as crianças deixam sapatos na janela com capim antes de dormir para que os camelos dos Reis Magos possam se alimentar e retomar a viagem. Em troca, os Reis Magos deixam doces que as crianças encontram no lugar do capim quando acordam.

Como foram os reis que presentearam Jesus, em muitos países a troca de presentes ocorre hoje, e não no dia 24/12.

Pela tradição, hoje é o dia de desmontar a árvore e retirar a decoração natalina das casas.

No Brasil ocorre também a Folia de reis.

Em pesquisa literária, feita por Pergo, levantou-se que a tradição da “Folia de Reis” chegou ao Brasil por intermédio dos portugueses, ainda no período da colonização. Essa manifestação cultural era realizada em toda a Península Ibérica e era comum a ocorrência de doação e recebimento de presentes enquanto eram entoados cantos e danças nas residências da época. Baseado nessa argumentação, a Folia de Reis teria vindo ao Brasil no século XVI, cerca do ano de 1534, trazido pelos Jesuítas, e servindo como um instrumento na catequização dos índios e, posteriormente, dos negros escravos.

Fixado o nascimento de Jesus Cristo a 25 de dezembro, adotou-se a data da visitação dos Reis Magos como sendo o dia 6 de janeiro que, em alguns países de origem latina, especialmente aqueles cuja cultura tem origem espanhola, passou a ser a mais importante data comemorativa católica, mais importante, inclusive, que o próprio Natal. No estado do Rio de Janeiro, os grupos realizam folias até o dia 20 de janeiro, dia de São Sebastião e padroeiro do Estado.

Na cultura tradicional brasileira, os festejos de Natal eram comemorados por grupos que visitavam as casas tocando músicas alegres em louvor aos "Santos Reis" e ao nascimento de Cristo; essas manifestações festivas estendiam-se até a data consagrada aos Reis Magos (6 de janeiro). A tradição ganhou força especialmente no século XIX e mantém-se viva em muitas regiões do país, sobretudo nas pequenas cidades dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Espírito Santo, Paraná, Rio de Janeiro e Goiás, mas está presente em todo o país.

Na cidade de Muqui, sul do Espírito Santo, acontece desde 1950 o Encontro Nacional de Folia de Reis, que reúne cerca de 90 grupos de Folias do Espírito Santo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo. É o maior e mais antigo encontro de Folias de Reis do país. O evento é organizado pela Secretaria de Cultura do Município e tem data móvel.

 Outra tradição que veio da Europa para o Brasil é a do Bolo dos Reis ou Bolo-Rei. Neste bolo são colocadas prendas, uma moeda ou uma pequena coroa. Aquele contemplado pela prenda ou coroa está recebendo um presente dos magos e terá um bom ano. A tradição Portuguesa incluía ainda uma fava no bolo. Quem a tirasse deveria preparar o bolo-rei do ano seguinte.

O dia de reis é tão importante na Europa que se tornou feriado em todo o continente. Especialmente nos países de tradição cristã ortodoxa, onde hoje é a véspera do Natal.

Diferentemente dos católicos romanos, os ortodoxos comemoram seu Natal no dia 7 de janeiro, com base no calendário juliano. A maior parte dos católicos ortodoxos está concentrada nos países eslavos e na Rússia, mas também há um número significativo de fiéis na Grécia, em Israel e no Egito.

Os ortodoxos não reconhecem o Papa como autoridade máxima da Igreja. Para eles, o chefe é o próprio Jesus Cristo. A Igreja Ortodoxa se separou da Romana no século XI e por isso não reconhece dogmas católicos recentes.

Feliz Natal aos Ortodoxos.

Feliz Dia de Reis aos católicos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...